Imparcialidade na imprensa é um mito

Você tem razão quando diz que as matérias são diferentes das colunas. Mas mesmo as matérias, que têm um tom mais neutro, sempre vão ser recheadas pela opinião do repórter, do editor e/ou dos donos do jornal. Sempre, sem exceção.

Se eu fosse escrever uma reportagem, nunca discreveria o PAC como um “programa socializador”, sempre iria falar de “intervenção do estado na economia”. Tudo bem, iria mostrar efeitos positivos, mas no final falaria que “apesar dos poucos efeitos positivos a curto prazo resta saber se não haverá efeitos catastróficos no futuro, como crise e inflação”.

Aqui na França os jornais são todos parciais. A maioria é de esquerda, tem alguns de direita, e tudo bem. Nos jornais de esquerda, sempre tratam as ações de esquerda como se fossem a coisa mais natural do mundo, e eu como leitor tenho que fazer a triagem.

Em tempo, não sou de direita, pois a direita apesar de querer liberdade econômica, não quer liberdade de comportamento (moralismo no sexo, nas drogas, na religião, no comportamento em geral). Sou liberal clássico, hoje em dia chamado de libertário, não sou neoliberal. Sempre fui contra a intervenção do estado na vida particular das pessoas, como a esquerda teoricamente também é contra.

Imparcialidade na imprensa é um mito

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s